COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

O que os indicadores dizem sobre sua instituição

Por Pixeon em 21 de janeiro de 2015

Tempos atrás, os antigos marinheiros criaram um sistema de navegação para longas distâncias, dias a fio navegando sem se perder: utilizando um astrolábio, os capitães poderiam se guiar a partir das posições imutáveis das estrelas no céu.

 

Assim como as embarcações, uma instituição também pode passar por águas escuras e corre o risco de se perder pelo caminho. Assim, é necessário possuir instrumentos que possam sinalizar o caminho certo e entender o que os indicadores dizem de modo que sua clínica rume a novos patamares de excelência.

 

A tecnologia para isso já existe: o sistema RIS serve para analisar a estrutura de uma clínica como um todo e, ao mesmo tempo que facilita os processos internos, também gera indicativos para vários setores que são cruciais para aprender identificar os pontos pelos quais focar esforços gerais.

Mas antes de entender o que os indicadores dizem, é preciso conhecer alguns:

 

– Atendimento: O sistema RIS permite analisar vários momentos do atendimento ao paciente. Observando este indicador, é possível descobrir, por exemplo, quanto tempo cada paciente fica na sala de espera aguardando para ser examinado, ou se o exame tem uma duração mais alta que o do previsto.

 

– Agendamento: Com a ferramenta, é possível analisar o volume de exames cancelados por pacientes e descobrir se há espaço para encaixes de outros pacientes em horários alternativos, por exemplo.

 

– Faturamento: Analise a entrada de verba recebida pela sua instituição e identifique qual é a maior fonte de volume de entrada de caixa. Estes indicativos são úteis para identificar déficits no atendimento ou no recolhimento de pagamentos.

 

– Produtos Obtidos: Este é um dos mais importantes indicadores, pois mostra qual é o custo bruto de cada suprimento recebido pela instituição, sendo possível analisar possíveis corte de gastos excessivos ou investimentos inesperados para suprir demandas urgentes.

 

– Indicadores ONA: São uma série de indicadores de desempenho de qualidade da clínica como um todo, sendo um termômetro que demonstra o nível de desenvolvimento da instituição.

 

É claro que cada clínica é um como um organismo vivo e possui suas próprias características, preocupações e objetivos, o que gera uma necessidade de um olhar diferenciado quando se diz respeito a indicadores. Por isso, além de entender sua clínica, analisar os dados é uma parte valiosa do processo para que o administrador elabore os seus próprios indicativos, focando com uma maior ênfase em aspectos únicos da instituição.

Dessa maneira, entender o que indicadores dizem é o caminho para encontrar terra firme, onde sua clínica poderá crescer e se desenvolver com maior velocidade.

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

É comum que as instituições médicas estejam mais preocupadas com a aquisição de equipamentos para otimização de atendimento, procedimentos, etc. Porém, uma questão que nem sempre é levada em consideração é a necessidade primordial de um sistema de gestão hospitalar […]

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A onda de especializações na área da medicina, como fisioterapeutas, neurologistas, cardiologistas, permite atender com mais profundidade determinados problemas e males. No entanto, o excesso de expertise acabou deixando um pouco de lado a humanização. Nesse sentido, a saúde do […]

Acompanhe a Pixeon. Leia mais notícias