COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

5 perguntas para escolher o sistema de RIS ideal

Por Daniel Morgado em 22 de fevereiro de 2016

RIS - gestão de clínica de medicina de diagnósticoHoje em dia, não é comum entrar numa clínica que não tenha um sistema de gestão. Entretanto, tanto abrir uma nova clínica e escolher um sistema de gestão, quanto migrar de sistema, são decisões muito importantes para o funcionamento da sua unidade. O processo de seleção do software que se encaixe com a realidade pode ser complicado e por isso selecionamos 5 perguntas para escolher o sistema de gestão de RIS ideal.

 

#1 Qual é o motivo da troca de sistemas?

Antes de decidir trocar um sistema, é preciso identificar quais são os problemas que precisam ser solucionados. O que o novo software precisa ter para que sua clínica funcione ainda melhor? Assim, o ideal é, depois de entender os problemas a serem resolvidos, mapear e buscar no mercado um sistema que solucione as questões importantes para a sua unidade.

 

#2 O software é completo para a minha necessidade?

Muitas vezes os sistemas disponíveis no mercado podem não se encaixar com a necessidade de determinada unidade. Por isso, é importante entender se o software considerado é condizente com os pormenores e a rotina da sua unidade, se funciona para todas as áreas e se é completo ou se precisará de integração com algum outro sistema, para que tenha todas as funcionalidades necessárias. O ideal, em termos de suporte e resolução de problemas, é utilizar um fornecedor único.

É possível também realizar uma prova de conceito, POC. Nela o fornecedor faz o teste do software selecionado de acordo com a rotina da unidade, para que o administrador entenda se aquele sistema se encaixa com a sua realidade.

 

#3 O software está adequado às normas dos órgãos reguladores?

É importante que o sistema seja liberado por órgãos reguladores, como a Anvisa. Um exemplo da importância dessa liberação é a DMED – Declaração de Serviços Médicos. Esta norma foi imposta pela Receita Federal, com o objetivo que as clínicas relatassem pagamentos particulares recebidos no ano. Assim, o software escolhido precisa estar adequado a esta e outras diversas normas, pada que seja possível extrair relatórios necessários e enviar para a Receita Federal, no momento da declaração.

 

#4 O fornecedor do sistema e o próprio sistema são escalonáveis?

A procura crescente e o aumento do número do pacientes é algo que acontece corriqueiramente em clínicas de qualidade e isso a faz crescer. Desta forma, é importante escolher um sistema escalonável, para conseguir cobrir novas áreas e usuários a medida que a clínica for crescendo. Além disso, escolha sempre um fornecedor confiável e que possa prestar todo o suporte à sua unidade sempre que necessário.

 

#5 Já buscou referências no mercado?

Coletar indicações de pessoas confiáveis é uma prática que funciona bem desde o início dos tempos. Pesquise no mercado, busque referências, pergunte a pessoas confiáveis que atuam no mesmo setor. É importante ter indicações confiáveis antes de definir o sistema para gerir o fluxo da sua clínica.

 

Quer mais dicas antes de escolher o sistema de gestão de RIS ideal? Contate nossos especialistas, eles estão sempre prontos a ajudar com as dúvidas e te ajudar nessa escolha.

 

 

Conheça também:

gestão do processo de laudos

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Aplicações da inteligência artificial na radiologia

Aplicações da inteligência artificial na radiologia

Em plena e rápida expansão no mundo todo, a inteligência artificial é uma tecnologia com potenciais e funcionalidades inimagináveis. Ela irá impactar profundamente todos os setores da sociedade. Não é exagero dizer que, na área da saúde a IA deve […]

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

É comum que as instituições médicas estejam mais preocupadas com a aquisição de equipamentos para otimização de atendimento, procedimentos, etc. Porém, uma questão que nem sempre é levada em consideração é a necessidade primordial de um sistema de gestão hospitalar […]

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A onda de especializações na área da medicina, como fisioterapeutas, neurologistas, cardiologistas, permite atender com mais profundidade determinados problemas e males. No entanto, o excesso de expertise acabou deixando um pouco de lado a humanização. Nesse sentido, a saúde do […]

Acompanhe a Pixeon. Leia mais notícias