COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

É fundamental ter configurações personalizáveis no PACS. Entenda porquê

Por Pixeon em 17 de julho de 2014

confirguração PACSO sistema PACS é fundamental para que os profissionais consigam realizar diagnósticos mais assertivos. Com ajustes de contrastes, brilhos e zoom, os médicos têm mais mecanismos para analisar as imagens e detectar possíveis lesões. Para facilitar e agilizar o trabalho dos usuários, ter configurações personalizáveis no PACS é uma ferramenta essencial.

 

Os botões do mouse são uma das configurações personalizáveis. Todos os sistemas já vem com um padrão, mas os profissionais que desejarem podem adaptar, de acordo com sua preferência, até mesmo o botão de scroll. A personalização do mouse contribui bastante o processo de troca de ferramentas, inclusive com o uso de atalhos do teclado tornando mais rápida a manipulação.

 

Outra forma das configurações personalizáveis no PACS é nos campos de pesquisa em tela. Em vez de buscar pelo nome do paciente ou data do exame, pode-se escolher digitar o tipo de exame, por exemplo. Se houver integração com o RIS/HIS, é possível adicionar campos como data de entrega do exame e procedência do paciente, caso ele tenha vindo de algum setor do hospital, por exemplo, UTI ou pronto socorro.
A abertura do exame pode ser também automatizada, utilizando um leitor de código de barras, para os casos onde o médico está com a ficha do paciente em mãos, basta bipar o código deixando um campo específico da tela de pesquisa para esta função.

 

Também podem ser criados protocolos de visualização (citado em outro post) para cada tipo de exame por usuário, facilitando a visualização e ganhando tempo para outros diagnósticos.

 

Existem ainda sistemas que apresentam uma smart bar, uma barra inteligente feita para cada médico de acordo com a sua especialidade e com os exames que ele lauda. Por exemplo, se o profissional é responsável pelas tomografias, ele personaliza sua barra somente com ferramentas para manipular exames de tomografia. Agora se ele passa a assumir as ressonâncias também, é possível acrescentar outras ferramentas para este tipo de exame.

 

Todas essas configurações personalizáveis no PACS economizam espaço do monitor e reduzem ainda o tempo de manipulação do exame, que se torna mais rápido e direto por facilitar e agilizar a manipulação das imagens.

 

É importante ressaltar que fazer a configuração dos botões é uma tarefa simples. Após o sistema estar completamente instalado e em funcionamento, os usuários recebem um treinamento que os capacitam para fazer as alterações conforme desejarem, sem que seja necessário sempre chamar um técnico para resolver essas questões. E a personalização é feita só uma vez, pois depois que os profissionais tiverem adequado o sistema, toda vez que eles efetuarem o login novamente, a tela já vai aparecer personalizada conforme aquele usuário fez.

 

Você tem alguma pergunta? Deixe nos comentários abaixo.

 

Conheça também:

 

Captura de vídeo em DICOM

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Inteligência artificial na saúde: aplicações na Radiologia

Inteligência artificial na saúde: aplicações na Radiologia

  O termo inteligência artificial (IA) refere-se à ciência e capacidade de programar habilidades cognitivas às máquinas, computadores. Como em muitos filmes de ficção científica que assistimos, computadores dotados de IA são capazes de realizar tarefas antes apenas desempenhadas pelo […]

Como está a saúde no Brasil no atual panorama econômico?

Como está a saúde no Brasil no atual panorama econômico?

Não há apenas uma forma de avaliar a saúde no Brasil. Há diversas variáveis que podem e devem ser levadas em consideração. Falar sobre crise, por exemplo, está bastante relacionado com uma combinação entre o cenário do produto interno bruto […]

Acompanhe a Pixeon. Leia mais notícias