COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Health IT: por que o Beira-Leito é case de sucesso?

Por Pixeon em 6 de março de 2018

health it

 

O prêmio Health IT acontece anualmente e reúne diversos profissionais de tecnologia da saúde para destacar as iniciativas de maior relevância do setor. Na última edição, um dos vencedores em case de sucesso foi a Pixeon, com a solução Beira-Leito. Por que é tão importante destacar esse reconhecimento? Justamente por conta dos hospitais estarem entrando com cada vez mais eficiência na era digital. Prova disso, é quando recorrem para ferramentas de ponta para solucionar problemas ou otimizar o atendimento ao paciente.

 

No prêmio Health IT, a Pixeon apresentou uma nova tecnologia que revoluciona o setor da saúde. O Beira-Leito segue a tendência de aplicativos móveis e é usado para os profissionais da instituição poderem fazer um gerenciamento do paciente de forma instantânea. O que permite que as informações alimentadas na solução e recebidas por demais integrantes do processo, como os médicos, aconteçam por meio de um smartphone ou tablet e em tempo real.

 

O case de sucesso do Health IT permite que as informações do tratamento do paciente sejam recolhidas, armazenadas e acessadas via mobile, por meio de diversos dispositivos e em qualquer momento. O que agrega diversas opções de dados importantes para a eficiência do atendimento médico, tais como: em qual horário foi administrada a medicação; qual medicação foi recebida; se não houve medicação – por algum motivo externo, por exemplo, o paciente estar fora do leito em um exame médico; sinais vitais do paciente, quantidade da medicação que foi ou será administrada; etc.

 

Quer saber mais sobre a solução case de sucesso do Health IT? Disponibilizamos informações mais detalhadas no material “Beira-Leito: uma revolução na tecnologia hospitalar”.

 

Case de sucesso Health IT: o que motivou o Beira-Leito?

 

O Beira-Leito da Pixeon, case de sucesso do Health IT, foi impulsionado pelo contexto do país no que diz respeito a motivações para eventos adversos, como os equipamentos e a própria qualidade e gestão de processos. Em 2016, durante o  Seminário Internacional “Indicadores de qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços na saúde”, um dos estudos apresentados trouxe uma informação crucial: erros que poderiam ser evitados pela instituição são responsáveis pelo óbito de pelo menos dois pacientes no Brasil a cada três minutos.

 

Se dois pacientes morrem em hospitais brasileiros a cada três minutos por conta de eventos adversos, é preciso encontrar uma solução. Outros dados trazem um cenário que, igualmente, requer uma tomada de ação rápida pelos gestores de saúde. A Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais e do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar, em 2015, constataram que havia 434.000 óbitos ocorridos pelo mesmo motivo, os chamados eventos adversos; em média ocorriam 1 mil óbitos por dia; os eventos adversos, na ocasião, superaram as principais causas de mortes em 2013 no Brasil – 39.672 em decorrência de doenças cardiovasculares e 196.954 por conta de câncer.

 

Diante dos dados apresentados acima e do contexto da saúde no Brasil em relação aos eventos adversos, ocorreu o impulsionamento do desenvolvimento do Beira-Leito, que veio a ser reconhecido durante o Health IT. O objetivo é fazer com que tecnologia e boas práticas possam superar a situação atual, reduzir os erros com medicação, proporcionar um atendimento e atenção individualizada, aumentar a relação de segurança entre pacientes e equipe de enfermagem.

 

Health IT: quais os objetivos do aplicativo Beira-Leito

 

No Health IT, a Pixeon apresentou ainda quais objetivos e estratégias utilizados no desenvolvimento do aplicativo Beira-Leito. Primeiramente, está a utilização pelos profissionais para gerenciar o paciente, coletando os dados e permitindo que as informações se tornem de fácil acesso para todos envolvidos no tratamento. Para tanto, foi preciso pensar em funções específicas que pudessem se encaixar na rotina do hospital e ainda agregar os benefícios pretendidos.

 

Entre as funções do Beira-Leito que contribuem para um bom funcionamento, estão:

 

  • login e senha do usuário para controle de acesso;
  • identificação do paciente rápida e precisa por meio de uma pulseira com código de barras;
  • checagem dos itens prescritos pelo médico e validação baseada nas informações do que foi liberado do estoque – contando o lote e a validade;
  • possibilidade de atribuir status especiais para medicações – por exemplo, “se necessário”, “a critério do médico” e “no momento”;
  • armazenamento da quantidade da dose aplicada da medicação;
  • status também para administração da medicação – “administrado”, “recusado” ou “suspenso”;
  • os técnicos conseguem registrar quais líquidos foram administrados ou eliminados num certo espaço de tempo;
  • registro dos sinais vitais;
  • anotações feitas pela enfermagem.

 

Em “Beira-Leito: uma revolução na tecnologia hospitalar”, detalhamos informações sobre a solução e todo as circunstâncias que a impulsionaram. Falamos sobre os eventos adversos, objetivos, detalhamento de funções, benefícios, números práticos e o que se espera de um antes e depois da utilização. Conheça mais sobre a tecnologia vencedora do prêmio Health IT.

 

Quer saber mais sobre o Beira-Leito? Deixe sua dúvida ou sugestão em nossos comentários!

 

beira-leito

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

O que você deve saber sobre um sistema de gestão hospitalar

É comum que as instituições médicas estejam mais preocupadas com a aquisição de equipamentos para otimização de atendimento, procedimentos, etc. Porém, uma questão que nem sempre é levada em consideração é a necessidade primordial de um sistema de gestão hospitalar […]

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A saúde do futuro está nos cuidados ao paciente

A onda de especializações na área da medicina, como fisioterapeutas, neurologistas, cardiologistas, permite atender com mais profundidade determinados problemas e males. No entanto, o excesso de expertise acabou deixando um pouco de lado a humanização. Nesse sentido, a saúde do […]

Acompanhe a Pixeon. Leia mais notícias