PEP Prontuário Eletrônico para clínicas: vantagens e aplicações
COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

PEP Prontuário Eletrônico para clínicas: vantagens e aplicações

Por Equipe Pixeon em 22 de dezembro de 2020

O uso da tecnologia na saúde tem possibilitado avanços significativos na eficiência de processos e na gestão de dados de pacientes por meio da automatização. O PEP (Prontuário Eletrônico) é uma dessas ferramentas, que proporciona uma série de melhorias para clínicas, garantindo maior agilidade nos atendimentos e segurança de dados, além de inúmeros outros benefícios.

Uma pesquisa da Accenture revelou que o prontuário eletrônico foi apontado como responsável pela redução de tempo das consultas com os pacientes por 63% dos médicos.

Mais comprometimento com o tratamento (83%), melhoria na satisfação dos pacientes (87%), melhor entendimento de suas condições de saúde (69%), ampliação da comunicação entre médico e paciente (75%) e exatidão dos prontuários médicos (56%) foram outras melhorias destacadas pelos profissionais de saúde na pesquisa.

Para entender melhor as vantagens e as aplicações do prontuário eletrônico para clínicas, preparamos este artigo com as principais informações que você precisa saber sobre essa importante ferramenta tecnológica para sua instituição de saúde.

O que é o PEP (Prontuário Eletrônico) e qual o seu potencial para clínicas? 

O PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente) é uma tecnologia que tem sido amplamente usada por clínicas e hospitais para otimizar o registro, o armazenamento e a gestão de dados dos pacientes.

Com esse tipo de prontuário, a instituição de saúde ganha em agilidade e em segurança de dados, evita falhas e garante um melhor atendimento aos pacientes, que esperam menos tempo para as consultas e têm mais confiabilidade quanto às informações registradas.

Hoje é uma exigência cada vez mais comum entre os pacientes que eles tenham acesso completo aos seus dados na plataforma digital da instituição para realizar o acompanhamento de saúde. Portanto, o PEP também é um diferencial importante que eleva o nível da clínica no cuidado com o paciente.

Para os profissionais de saúde, o sistema de prontuário eletrônico é uma ferramenta bastante útil, possibilitando que a instituição mantenha um registro atualizado com todo o histórico dos pacientes, o que facilita e otimiza os diagnósticos.

De acordo com pesquisa da Accenture, 23% dos médicos brasileiros utilizam ferramentas digitais regularmente para funcionalidades como:

  • inserção eletrônica de observações sobre os pacientes (61%);
  • utilização de ferramentas eletrônicas de administração (38%);
  • acesso a dados clínicos sobre pacientes que foram atendidos por outra organização de saúde (27%);
  • recepção de resultados clínicos diretamente no PEP do paciente (24%);
  • apoio nas decisões clínicas (24%).

Conheça as principais vantagens e aplicações do prontuário eletrônico para clínicas

O prontuário eletrônico é, sem dúvidas, a maneira mais prática e segura de armazenar e localizar dados dos pacientes, como histórico clínico, exames, diagnósticos e tratamentos, principalmente para clínicas e hospitais.

A seguir, reunimos as principais vantagens e aplicações do PEP que você deve levar em conta para implementar essa tecnologia na sua instituição.

Acesso simultâneo por vários profissionais de saúde

Como clínicas e hospitais contam com diversos profissionais e especialidades, é importante ter um sistema que reúna todas as informações dos pacientes em um único local.

O PEP permite que vários profissionais acessem o mesmo prontuário simultaneamente, o que possibilita o trabalho multidisciplinar entre os profissionais, principalmente em tratamentos complexos.

Diagnóstico com mais agilidade

Com fácil acesso ao histórico do paciente por meio do PEP, o médico evita repetir exames sem necessidade, garantindo um diagnóstico ainda mais ágil.

Além disso, é possível evitar que o paciente precise relatar todas as suas queixas repetidas  vezes, já que o médico pode resgatar tudo pelo prontuário eletrônico.

O PEP também conta com um recurso para preencher campos do prontuário de maneira padronizada, agilizando e assegurando o registro correto de dados. Por exemplo, o sistema é capaz de sugerir possíveis tratamentos para determinadas enfermidades, o que pode ser usado como um direcionamento para o médico durante a anamnese.

Dados mantidos em segurança

Quando os prontuários são feitos em papel, como ainda ocorre em clínicas e hospitais que não digitalizaram seus sistemas, são enormes as chances de perda de dados dos pacientes.

Isso porque arquivos físicos estão sujeitos aos riscos de perda, extravio, roubo, degradação natural, fraudes e até mesmo desastres, como incêndio e inundação.

Portanto, com o prontuário eletrônico, os dados dos pacientes ficam armazenados de maneira segura e sem ocupar espaço físico na instituição de saúde, podendo inclusive ser acessados remotamente.

Quer saber mais sobre o PEP (Prontuário Eletrônico)? Neste material, conheça 21 vantagens de tê-lo na sua instituição de saúde:

Quero conhecer 21 vantagens do prontuário eletrônico

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários