COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

6 razões para aplicar a matriz SWOT na área da saúde

Por Pixeon e Boa Consulta em 16 de novembro de 2021

Toda instituição de saúde enfrenta períodos de mudanças e, nesses momentos, decisões precisam ser tomadas para que a clínica tenha um funcionamento satisfatório e um desempenho de acordo com o planejamento. Para isso, é importante recorrer a algumas ferramentas de gestão, como aplicar a matriz SWOT na saúde.

Esse método, cuja sigla se refere a Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças), permite desenvolver um balanço detalhado da situação em que a instituição se encontra para a gestão tomar as melhores decisões. Afinal, as mudanças nas ações devem ser pautadas em uma avaliação precisa.

Ou seja, são necessários levantamentos das ações que estão trazendo resultados positivos e daquelas que não apresentam resultados tão bons. Assim, a instituição pode trabalhar para mudar o que não está satisfatório e dar seguimento àquilo que se mostra assertivo.

A matriz SWOT pode ser usada em inúmeros segmentos, possibilitando, de forma estratégica, mudanças que contribuam para melhores resultados na instituição. Mas, apesar de amplamente utilizada, ainda pode gerar dúvidas, principalmente sendo aplicada à área da saúde.

Você sabe como aplicar a matriz SWOT na sua clínica? Por que é importante levantar as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças que a instituição possui? Preparamos este artigo para esclarecer essas questões e trouxemos 6 razões para você usar a matriz SWOT na saúde para tomar as melhores decisões na instituição em que você atua. Continue a leitura e faça bom proveito!

 

Entenda melhor: o que é matriz SWOT?

A matriz SWOT é uma técnica muito utilizada no mundo dos negócios para o planejamento estratégico. Como dissemos, ela permite identificar as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças de uma empresa.

O resultado da análise ajuda a identificar os principais fatores internos a serem trabalhados e os pontos externos que precisam de atenção. Sendo assim, essa ferramenta permite uma visão geral dos aspectos internos e externos do seu consultório, permitindo uma gestão mais fácil  e metas mais claras.

Ao aplicar essa prática na sua clínica ou consultório para encontrar os pontos fortes e fracos, é possível definir uma estratégia e identificar o que pode ser melhorado e o que precisa ser modificado.

 

Por que aplicar matriz SWOT na saúde? Confira 6 motivos

Caso a clínica em que você atua esteja passando por um momento que demande mudanças e novas decisões, o uso da matriz SWOT pode ser eficiente para a melhoria dos serviços.

Por meio dessa ferramenta, é possível desenvolver um panorama da instituição, de forma que os gestores possam trabalhar em um planejamento estratégico mais preciso, assertivo e eficaz.

Uma matriz SWOT feita de maneira adequada permite identificar e trabalhar os pontos fracos, além de impulsionar os resultados das ações que já vêm dando certo.

Listamos 6 razões para você usar a matriz SWOT na saúde, chegando a uma visão completa e assertiva de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da instituição.

 

1. Permite percepção de mercado

A matriz SWOT na saúde possibilita uma análise que auxilia o gestor a identificar como a instituição está posicionada no mercado, bem como comparar a atuação da clínica com a atuação dos concorrentes.

 

2. Garante melhoria dos serviços

Com os levantamentos possíveis por meio da matriz SWOT, o gestor tem condições de identificar melhorias que podem ser realizadas nos serviços oferecidos ao paciente. Além disso, pode encontrar tendências que estejam sendo praticadas por outras clínicas e que também possam ser implementadas.

 

3. Aponta soluções de problemas

Quando identifica os pontos fracos da instituição usando a matriz SWOT na saúde, o gestor tem condições de enxergar os problemas que a clínica enfrenta. A partir dessa visão, é possível ter insights valiosos sobre o que a clínica pode fazer para solucionar tais problemas.

 

4. Facilita a tomada de decisão

A análise da matriz SWOT também pode ser útil para a tomada de melhores decisões a respeito do futuro da clínica. Afinal, garante embasamento para o gestor avaliar se vale a pena ou não investir em determinado projeto.

 

5. Identifica ações prioritárias

Com a construção da matriz SWOT, o gestor da clínica pode desenvolver planos e identificar as atividades que devem ser priorizadas, sendo colocadas em foco para um melhor atendimento ao paciente. Por exemplo, o investimento em determinados recursos tecnológicos para automatizar processos e permitir contato humanizado com os pacientes.

 

6. Analisa estratégias realizadas

Além de apontar para soluções futuras, a matriz SWOT permite que o gestor avalie as estratégias que estão em andamento na clínica. Dessa forma, é possível verificar quais dessas estratégias devem ser replicadas, ajustadas ou desconsideradas.

Leia também:

 

Como fazer a matriz SWOT para clínicas e consultórios?

Agora que você conhece as principais vantagens de usar a matriz SWOT na saúde, conheça o passo a passo para usar essa ferramenta.

O método deve avaliar tanto fatores internos quanto fatores externos. Entenda a seguir:

 

Fatores internos: forças e fraquezas

Os fatores internos analisados pela matriz SWOT na saúde são compostos pelas forças e pelas fraquezas. Esses são alguns pontos que você pode analisar na clínica para identificá-las:

  • Localização geográfica da clínica;
  • Há quanto tempo a clínica atua;
  • Qual é a variedade de especialidades atendidas;
  • Se há estacionamento disponível para os pacientes.

 

Fatores externos: oportunidades e ameaças

Já quando falamos em fatores externos, o que a matriz SWOT analisa são as oportunidades e as ameaças. Ou seja, identifica quais aspectos do mercado a instituição pode aproveitar para impulsionar o seu crescimento e quais são responsáveis por prejudicar os resultados dela.

Para avaliar os fatores externos, é importante que eles sejam divididos em dois grupos: o micro e o macroambiente.

O microambiente está relacionado diretamente ao setor em que o gestor atua. Avalie pontos como:

  • Fornecedores;
  • Concorrentes;
  • Parcerias.

Já o macroambiente refere-se ao que está além da instituição e do setor. Para analisar o macroambiente, considere pontos como:

Ou seja, com uma única ferramenta, é possível avaliar o que está bom, o que pode ser melhorado, o que ameaça o sucesso da clínica e quais oportunidades ela tem no mercado.

 

Exemplo de uma análise SWOT para clínicas e consultórios

Para que a matriz SWOT seja realizada da forma mais prática possível na instituição em que você atua, trouxemos um exemplo de aplicação dela:

 

Pontos fortes (forças)

  • Localização geográfica da clínica: se a instituição está em um local de fácil acesso, esse é um ponto que deve ser considerado forte.

 

Pontos fracos (fraquezas)

  • Ausência de estacionamento: não ter um local apropriado e disponível para os pacientes estacionarem pode ser um ponto fraco para a clínica.

 

Oportunidades

  • Novos tratamentos para os pacientes: oferecer o que há de mais novo no mercado aos pacientes pode tornar a clínica uma referência. Mas é preciso lembrar que as oportunidades podem variar de acordo com o mercado.

 

Ameaças

  • Crise econômica: a instabilidade econômica pode afetar a demanda de pacientes da clínica.

Aqui, colocamos apenas um item em cada componente da matriz SWOT. Mas é claro que, em uma análise mais profunda da clínica, vários pontos devem ser avaliados para um resultado satisfatório usando essa ferramenta.

 

Dicas extras para uma boa matriz SWOT na saúde

Além de todas essas informações, preparamos dicas extras para que a sua matriz SWOT seja realmente útil no planejamento estratégico da clínica.

  • Seja realista;
  • Não seja otimista nem pessimista na inserção dos dados na matriz;
  • Seja objetivo;
  • Explique em poucas palavras cada ponto, se necessário;
  • Evite listas muito longas;
  • Priorize os pontos mais relevantes para a instituição.

Lembre-se que a matriz SWOT deve ser feita com certa frequência, mantendo a administração atualizada, analisando a situação do negócio a curto prazo e adaptando a estratégia caso necessário.

Identifique todas as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, corrija o que não estiver funcionando e estabeleça novas metas.

Aproveite as possibilidades da matriz SWOT na saúde, que pode ser uma ferramenta extremamente útil para garantir o sucesso da clínica ou do consultório, fornecendo embasamento real para a tomada de decisões melhores.

Quer saber mais sobre como cuidar da gestão clínica? Sugerimos que leia este conteúdo:

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários