COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Transformação digital para saúde: automação de processos e gestão digital para hospitais

Por André Gentil em 6 de julho de 2021

transformação digital para saúde

A história da medicina é marcada pelo desenvolvimento e inclusão de ferramentas, utensílios e tecnologias voltadas para a cura e tratamento de pacientes. Vivemos em uma época repleta de mudanças e inovações que apoiam os profissionais e instituições médicas no cuidado às pessoas. Com a transformação digital na saúde, a adoção de novas tecnologias e processos de gestão tem se tornado um dos principais fatores de diferenciação para os hospitais

Este novo período da transformação digital é marcado pela automação de processos, novos modelos de gestão e por uma cultura de inovação. Nas instituições de saúde, isso implica em maior produtividade, mais segurança para os profissionais e pacientes, agilidade no atendimento, redução de gastos e destaque no mercado. Além disso, essa mudança é essencial para obter várias certificações e acreditações de saúde que irão atestar a qualidade dos serviços prestados.

É fundamental, portanto, compreender o atual momento e investir em soluções que atendam às novas demandas não apenas das instituições, mas também dos pacientes. Neste artigo, entenda a importância e as vantagens da transformação digital e, no final, tenha acesso a um material especial da Pixeon focado nos processos de automação e gestão digital.

 

transformação-digital

 

A importância da transformação digital na saúde

 

A transformação digital está presente em diversos setores e você certamente já se beneficiou dela. Basta lembrar como foi sua última viagem de avião. Desde a compra da passagem até você se acomodar na poltrona da aeronave, com quantos colaboradores da companhia aérea você interagiu? Por quanto tempo? Provavelmente com uma ou duas pessoas por alguns segundos, já que nem foi preciso falar com alguém para comprar a passagem e fazer o check-in.

Um dos principais objetivos da transformação digital é justamente aumentar a eficiência operacional através da simplificação, desburocratização e desmonetização dos processos.

No setor da saúde, tal transformação impulsiona uma nova cultura organizacional que beneficia tanto os médicos e gestores quanto os pacientes, já que a experiência destes passa a ser valorizada para  que o atendimento seja sempre aperfeiçoado. Essa nova visão é sustentada por dados estratégicos, análises, ferramentas que eliminam erros e aumentam a eficiência e a segurança dos procedimentos. Tais aspectos favorecem, é claro, a credibilidade das instituições de saúde no mercado.

 

Promover apenas a automação de processos não é transformação digital

 

A pandemia da Covid-19 acelerou a transformação digital no Brasil, mas ainda há muitas mudanças a serem empreendidas nos hospitais, principalmente em relação ao amadurecimento de uma cultura de inovação.

Quando uma organização possui uma cultura inovadora, significa que seus gestores e colaboradores estão sempre em busca de novas ideias, atentos às melhorias que possam ser feitas em sistemas e processos. Isso não exige, necessariamente, o uso de tecnologias, mas elas são fundamentais para instituições que lidam com um grande volume de informações e que almejam aumentar a escalabilidade.

O que vemos, no entanto, é que muitas instituições querem ganhar eficiência operacional mas acreditam que assim estão se transformando digitalmente. Muitas até oferecem um agendamento on-line, mas as demais etapas da jornada do paciente permanecem ineficientes. Ainda é necessário aguardar atendimento na recepção, assinar documentos, esperar a chamada do médico e ir embora com uma requisição ou receita médica em papel. Ou seja, a experiência do paciente continua sendo ignorada.

 

Leia também: Receita digital de medicamentos: entenda como funciona e as vantagens

 

Uma verdadeira transformação digital pensa no paciente e utiliza a automação como um meio para dar mais agilidade ao atendimento e ganhar economia de escala. Na prática, não apenas o atendimento deve ser automatizado, como também a recepção e a entrega de exames e laudos. O ideal é que o paciente fale apenas com quem mais lhe interessa — o médico —, o que também é ótimo para o hospital.

Para isso, é preciso investir em ferramentas digitais e soluções de gestão integradas para dar conta de toda a complexidade e volume de processos diários dos hospitais.

Entre as inúmeras vantagens da transformação digital, podemos destacar algumas:

 

Mais autonomia para o paciente

Ao dispor de uma solução para agendar uma consulta ou exame pela internet — que pode ser feita em qualquer dia e horário —, o paciente ganha em autonomia e a instituição deixa de ocupar um atendente nesse processo. Para você ter uma ideia, há clientes da Pixeon que reduziram 25% o volume de ligações no call center com uso de tecnologia para agendamento e cerca de 15% dos agendamentos já são completamente on-line.

Outro recurso essencial é o portal do paciente, onde é possível acessar exames, laudos e outros documentos pela internet, dispensando o deslocamento até a instituição e as impressões.

 

Maior controle de dados

Com o uso de tecnologias inovadoras, como o Business Intelligence (BI) e o Big Data, as instituições de saúde podem extrair informações de diferentes processos de modo simples e rápido. Os dados — que podem ser visualizados em painéis — favorecem a tomada de decisões estratégicas, a identificação de falhas e oportunidades de melhorias nas soluções já em uso.

 

Aumento da produtividade

Os sistemas de gestão integrados eliminam erros e aumentam a eficiência dos profissionais em todos os setores de um hospital. A utilização de soluções tecnológicas substitui o uso de sistemas engessados e lentos que limitam a produtividade dos colaboradores devido, principalmente, à produção, troca e armazenamento de documentos impressos.

 

Redução de custos

Com a identificação de falhas e o maior controle de dados, há uma redução de custos, diminuição de glosas, desperdícios de materiais e outros problemas que por vezes passam despercebidos nas organizações. Vale lembrar que a transformação digital promove também a eliminação do papel.

 

Leia também: Sistema PACS: conheça o case do Hospital Nossa Senhora da Conceição

 

Mas, afinal, como promover a transformação digital?

 

A transformação digital na saúde, não se limita à automação dos processos. Este, na verdade, é um dos primeiros passos para mudar a cultura do setor. Confira o que você pode fazer para promovê-la na sua instituição:

 

1. Automação extrema

As atividades e processos analógicos devem ser eliminados ao máximo da jornada do paciente. É preciso automatizar todas as etapas possíveis e aproveitar os indicadores gerados para otimizar o seu atendimento e gestão.

 

2. Pensar na lógica digital

Todos nós estamos mais conectados à internet, nos relacionamos pelo smartphone, fazemos compras e transações bancárias on-line. Quem procura uma instituição de saúde também espera ter essa facilidade, como o agendamento on-line e as teleconsultas. Por isso, os hospitais precisam pensar na lógica digital de um serviço de saúde e incluí-la na jornada do paciente.

 

3. Mudar a cultura organizacional

Sua instituição deve passar por uma mudança na cultura organizacional, se desfazer de pensamentos burocráticos e conservadores, e adotar um olhar amplo, que reconheça o papel primordial das ferramentas para a simplificação de processos, otimização de resultados e, o mais importante, para melhorar o cuidado às pessoas. Isso exige que toda a organização valorize a experiência do paciente, que só irá retornar até você quando receber um atendimento inteligente e humanizado.

 

Leia também: Jornada do paciente: o que muda no fluxo de atendimento com as teleconsultas

 

E-book gratuito: automação de processos e gestão digital para hospitais

 

Agora que você já sabe algumas das vantagens da transformação digital na saúde, veja como estimular o desenvolvimento de uma cultura inovadora na sua instituição. No e-book Transformação digital na saúde: automação de processos e gestão digital para hospitais, você poderá entender melhor o impacto do atual ciclo de inovação na saúde e como impulsionar o crescimento dos centros médicos.

Veja o que você vai conferir:

 

  • Como impulsionar o desenvolvimento de uma cultura digital nos centros de saúde;
  • Como proporcionar uma melhor experiência para os pacientes nos hospitais;
  • Os diferentes tipos de automação para unidades hospitalares;
  • A importância do controle e análise de dados na saúde, e muito mais.

 

Acesse agora mesmo o e-book! É gratuito!


 

Sobre o autor

André Gentil é diretor de Tecnologia da Pixeon e matemático de formação. Acredita na transformação através da inovação constante e é um apaixonado por algoritmos e eficiência de sistemas. Gosta de animais, de poker e de viajar.

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários