COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Normas de segurança no laboratório: a importância dos sistemas digitais

Por José Roberto em 14 de março de 2019

A segurança laboratorial é uma das grandes preocupações dos gestores e profissionais que lidam no dia a dia com diversos materiais reagentes, substâncias perigosas e com o descarte de dejetos contaminados. Além das boas práticas de segurança no laboratório que recomendam o uso de luvas ou o local adequado para descarte de seringas, é essencial investir em ferramentas digitais para ampliar a segurança. Uma vez que a perda de amostras, troca ou erros nos resultados, tal como o registro de glosas e outros problemas representam sérios riscos para as organizações e pacientes.

Dessa forma, é necessário cumprir rigorosamente as normas de segurança no laboratório, recomendadas pela ABNT e outras instituições de referência, e adotar ainda condutas e práticas que ampliam a qualidade em saúde e a credibilidade da organização. Com o controle de indicadores de desempenho laboratorial, é possível identificar falhas nos processos, situações de risco e pontos de atenção que devem ser aperfeiçoados. A partir da análise de dados e informações da instituição, os gestores podem definir soluções estratégicas para ampliar a proteção dos pacientes e, ainda, reduzir custos e aumentar a produtividade laboratorial.

Neste artigo, vamos explorar práticas de segurança no laboratório, ferramentas e processos essenciais que podem ser executados para fortalecer a proteção dos pacientes e a credibilidade das instituições. Confira!

segurança no laboratório

Segurança no laboratório: como otimizar processos com o uso de sistemas e tecnologias

Existem diversas práticas e atividades realizadas nos laboratórios que podem ser otimizadas e aperfeiçoadas pela aplicação de protocolos clínicos, que auxiliam na organização dos processos, bem como pela adoção de ferramentas digitais que aumentam o controle das atividades. Tais procedimentos são essenciais para promover o bem-estar dos pacientes e a qualidade do atendimento.  

Abaixo, listamos alguns processos que podem ser aprimorados tanto pela adoção e definição de protocolos laboratoriais quanto pelo uso de tecnologias para gestão:

  • Validação dos dados dos pacientes: o registro dos pacientes é um processo básico em qualquer instituição de saúde. Para evitar erros e glosas, é fundamental investir em sistemas de gestão como o LIS da Pixeon, que auxiliam os profissionais no cadastro adequado dos nomes e procedimentos a serem efetuados. No momento de fazer a coleta, é importante pedir um documento com foto e apresentar ao paciente as etiquetas que serão coladas no tubo das amostras a serem recolhidas. Essa etapa permite verificar os dados, evitando a troca ou extravio das amostras.

  • Tempo de jejum: outro protocolo recomendado para os laboratórios está relacionado a verificação do tempo de jejum dos pacientes. Muitas vezes o indivíduo chega na unidade para realizar o exame e fazer a coleta de material sem estar com o tempo determinado de abstenção de água e alimentos – o que pode provocar alterações nos resultados. Nesses casos, é imprescindível que o paciente assine um termo de anuência, indicando que o mesmo está a par dos riscos de alteração nos resultados pelo tempo de jejum inadequado.

    Vale lembrar que por meio de um sistema de recepção digital, é possível reforçar o tempo de jejum para os pacientes, enviando mensagens com antecedência. Com essa ferramenta também pode ser realizado o pré-cadastro do paciente a distância, evitando filas no laboratório. Assim, há maior produtividade e agilidade no atendimento. Em casos de exames em que o paciente precisa permanecer mais tempo na clínica, como o teste de diabetes, não é necessário ficar um longo período aguardando na recepção, caso tenha realizado o pré-agendamento.

  • Coleta de sangue: é muito comum que a coleta de sangue dos pacientes seja realizada várias vezes em um único atendimento, pela dificuldade de pegar e visualizar as veias do paciente. Ao invés de empregar várias tentativas, estressando e provocando algum tipo de sofrimento ao paciente, um protocolo que pode ser aplicado nos laboratórios é a solicitação de outro enfermeiro mais experiente para coletar o sangue com maior velocidade. Esse protocolo também reduz o desperdício de materiais, que pode ser controlado com o uso de sistemas de gestão.

  • Rastreabilidade dos processos: o controle das atividades e processos executados para cada paciente cadastrado, auxilia na identificação de possíveis falhas ou problemas do atendimento. A rastreabilidade é viabilizada pelo uso de código de barras nas etiquetas das amostras, que são cadastradas em um sistema digital que informa com detalhes o dia, o horário e até o colaborador que registrou determinada atividade. Diferente das organizações tradicionais, que fazem o controle manual dos exames e registro dos pacientes, com o uso dos sistemas digitais há maior controle das informações e a eliminação da troca dos exames.

  • Filas de coleta e de trabalho: a definição de filas diferenciadas para realização da coleta de materiais é um processo essencial para auxiliar na organização da sala de espera do laboratório. Além de otimizar o tempo de atendimento dos pacientes, com o controle avançado dos procedimentos realizados, as filas permitem priorizar atendimentos de pacientes idosos, gestantes e crianças, bem como sinalizar o tempo de atendimento e eventuais atrasos para auxílio na gestão da clínica.

  • Recoleta de amostra: quando são registradas falhas operacionais, acidentes com a amostra ou até o uso inadequado de algum reagente é realizado um processo de recoleta de amostras dos pacientes. Para ter o maior controle da quantidade de recoletas realizadas e os motivos da realização do processo, é possível acompanhar os indicadores de desempenho por meio de um sistema de BI ou pelo LIS.

  • Interfaceamento de resultados: para ampliar a segurança no laboratório e da análise das amostras, é importante que haja um interfaceamento entre os sistemas de gerenciamento com o equipamento de realização dos exames. Com o uso de um sistema digital, as informações de quais exames devem ser realizados pelo equipamento são encaminhadas automaticamente, otimizando o tempo e ampliando a produtividade do laboratório. Esse recurso garante uma maior produtividade e segurança dos processos de análise, uma vez que não há interferência humana – o equipamento faz a leitura dos códigos de barras presentes nos tubos das amostras e realiza o exame, conforme a programação do sistema.

    Caso haja alguma discrepância no resultado apresentado, isto é, se os números estiverem muito acima ou abaixo do volume aceitável, pode ser realizada uma nova análise da amostra.


– Leia também  Os desafios da gestão laboratorial na rotina estratégica e operacional de um laboratório moderno e dinâmico.

solucao para gestao de laboratorios

Outros aspectos sobre segurança no laboratório

Como evidenciado anteriormente, a segurança dos pacientes no laboratório vai muito além de normas e recomendações técnicas para evitar a contaminação dos profissionais ou o descarte incorreto de substâncias. Para alcançar níveis elevados de segurança é crucial investir em sistemas digitais que auxiliem os profissionais na realização de suas tarefas, evitando erros ou troca de resultados. Os processos viabilizados por sistemas digitais, como a rastreabilidade e análise de indicadores laboratoriais, são indispensáveis para obter certificações e acreditações laboratoriais, como o PALC (Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos), a ONA (Organização Nacional de Acreditação) e a acreditação internacional do Colégio Americano de Patologia (CAP).

Essas certificações e acreditações irão atestar a qualidade do atendimento e dos serviços prestados no laboratório, comprovando a excelência da gestão e administração dos diferentes setores. Esse tipo de reconhecimento amplia a credibilidade e a vantagem competitiva do laboratório, impulsionando o crescimento no mercado. Por isso, torna-se cada vez mais importante investir em tecnologias e sistemas digitais para os laboratórios.

Quer saber mais sobre questões de segurança e tecnologias para a gestão de laboratórios? Acompanhe o nosso Blog e conheça as principais inovações para o segmento. Recomendamos a leitura dos seguintes materiais:

Se tiver alguma dúvida ou desejar saber mais sobre os nossos produtos, entre em contato com os nosso consultores.


COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Como facilitar o armazenamento do histórico do paciente?

Como facilitar o armazenamento do histórico do paciente?

Um dos maiores desafios das unidades radiológicas no Brasil é a otimização do processo de guarda do histórico do paciente. Várias instituições ainda realizam o armazenamento físico dos laudos, exames e prontuários, que de acordo com o Conselho Federal de […]

Quais as principais acreditações e certificações hospitalares

Quais as principais acreditações e certificações hospitalares

Os gestores de saúde estão sempre buscando meios de melhorar o atendimento, otimizar os processos, tornar a equipe mais produtiva e reduzir custos. Esses objetivos visam oferecer um melhor serviço para o cliente e tornar a instituição uma referência no mercado. […]

Acompanhe a Pixeon. Leia mais notícias