COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

O que é RIS?

Por José Roberto em 11 de março de 2021

Você provavelmente já ouviu falar do RIS, afinal, trata-se do principal sistema para gestão nas unidades radiológicas. Mas você sabe quais são as suas vantagens, possibilidades, recursos adicionais e integrações? Acompanhe o material a seguir e descubra tudo sobre o que é RIS!

Médicos  analisando diagnostico

Gerir diversos processos e um grande volume de exames e garantir a qualidade da imagem para os profissionais são apenas algumas das atividades diárias de gestores de radiologia, que precisam de muita organização e disciplina para a função. No entanto, alguns softwares contribuem para otimizar essas tarefas, aumentar a eficiência e manter a excelência nos serviços prestados.

O RIS pode colaborar na sua rotina, pois oferece um padrão para procedimentos em todo o fluxo, desde o agendamento até o paciente. Com essa solução você também fica no controle de tudo, integra setores e garante a proteção dos dados dos seus pacientes.

Acompanhe o texto para entender o que é RIS e seus principais benefícios para o diagnóstico por imagem.

 

CTA administração radiológica

 

O que é RIS: conceito e recursos

O RIS — Sistema de Informação de Radiologia, em português — oferece ferramentas inteligentes, para centros de diagnóstico por imagem, capazes de solucionar problemas de produtividade, planejamento, qualidade e relacionamento. A solução automatiza todo o fluxo de trabalho de uma clínica radiológica, desde o agendamento do procedimento, passando pelo atendimento e diagnóstico, até a distribuição do resultado do exame, agilizando processos e reduzindo erros.

A solução pode ser integrada a outros sistemas, como fluxo de trabalho, PACS e Central de Laudos, para que todas as informações sejam centralizadas, favorecendo a eficiência no atendimento e no fornecimento de laudos. O RIS possui ainda recursos e funcionalidades que podem ser ativados somente quando desejado, de acordo com a necessidade da instituição.

Confira os principais recursos do RIS:

  • Agendamento: a função agendamento do RIS ordena os horários para realização de exames, considerando conflitos e restrições, como a não autorização do convênio.
  • Recepção: a integração com a agenda otimiza o atendimento e a inclusão de totens e painéis de chamadas, organizam a ordem de atendimento dos pacientes.
  • Atendimento completo rastreável: a fila de atendimento conta com controle de fluxos e rastreabilidade de pacientes, laudos e acessos. Os médicos podem rapidamente consultar resultados e pareceres anteriores.
  • Módulo de laudos: as ferramentas para laudos são intuitivas e possibilitam o aumento da produtividade do médico radiologista com uso do reconhecimento de voz no fechamento do diagnóstico.
  • Entregas de exames on-line: exames podem ser acessados de qualquer dispositivo com internet, 24 horas por dia. 

Todos os Sistemas de Informação de Radiologia disponíveis atendem às regras nacionais da DMED — Declaração de Serviços Médicos e de Saúde. A maioria, no entanto, oferece apenas as ferramentas Agenda, Recepção e Módulo de Laudos, o que pode não ser suficiente para sua instituição.

Para clínicas, hospitais ou laboratórios que fazem centenas de atendimentos diários e produzem um grande volume de informações, é recomendado investir em soluções para radiologia mais robustas, com servidor na nuvem para garantir segurança, economia e escalabilidade.

Principais vantagens do RIS para a radiologia

O RIS em sua versão mais completa, aumenta a eficiência e proporciona maior comodidade ao paciente. Baseado em conectividade, integração e disponibilidade, o sistema atende as necessidades dos mais diversos perfis de instituições.

Confira as vantagens de contar com essa solução na sua instituição:

Redução das taxas de no-show 

Não são raros os casos em que horários são deixados vagos, perdendo-se a oportunidade de atender outro paciente. O RIS auxilia você a evitar essas situações, pois conta com ferramentas de gestão de horários e de pré-autorização de exames. Se o convênio não autorizar, o horário agendado será sinalizado como vago e você pode reagendar o exame do paciente.

Agilidade na recepção e atendimento ao paciente

Totem e painéis de atendimento direcionam o paciente no fluxo de procedimentos. Depois de entrar na fila de atendimento, o sistema faz o sequenciamento dos pacientes, isto é, define automaticamente quem é prioritário para os técnicos saberem quem atender primeiro. A plataforma também permite a visualização do tempo de espera de cada pessoa.

Rastreabilidade de informações 

Todas as atividades inseridas no RIS são rastreadas. O sistema mensura o tempo de estadia do paciente na sala de exame, tempo que um médico levou para fazer um laudo, tempo necessário para fazer um agendamento, número de atendimentos e convênio mais atendidos. Essas métricas ajudam instituições a verificarem, por exemplo, sua produtividade e disponibilidade para mais agendamentos.

Controle sobre todos os setores

Todos os setores da sua instituição podem ser integrados ao RIS, por isso essa solução não é relevante apenas para a radiologia. Isso permite, por exemplo, que ao ser aplicado um medicamento num paciente, automaticamente seja registrada a informação no sistema do estoque. Se você precisar descobrir mais tarde em qual pessoa a medicação  foi administrada, o RIS fornece esse dado.

Integração com outras soluções

O RIS foi desenvolvido para ser integrado a outras soluções, como PACS e a Central de Laudos e assim otimizar os processos de ponta a ponta em instituições de saúde. Um dos recursos do PACS Aurora — chamada de worklist —, otimiza os fluxos de trabalho para o radiologista.

Ao finalizar um atendimento no RIS, o profissional envia a lista de exames ao PACS, que será acessado pelo responsável por fazer o exame. Depois de finalizado, todas as informações — inclusive a imagem — são inseridas no mesmo número de atendimento. Assim, é formado um histórico do paciente, que pode ser consultado em outras ocasiões pelos médicos.

Entenda: O que é PACS e como sua clínica pode se beneficiar com essa tecnologia

Mais segurança aos dados

Os dados de pacientes são sensíveis e é preciso ter o maior cuidado possível para evitar vazamentos. A responsabilidade aumenta com a chegada da LGPD — Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. Se em seus processos é comum utilizar papel e imprimir laudos, há vulnerabilidade. Ao investir no RIS, você reduz consideravelmente o uso de papel e seus processos ficam mais seguros no trânsito dentro da instituição. 

Saiba mais: Como fortalecer a segurança de dados na saúde com soluções na nuvem

RIS: mais integração, eficiência e segurança para instituições inovadoras

O Sistema de Informação de Radiologia é imprescindível para instituições inovadoras que almejam integrar seus setores, aumentar a produtividade e a segurança de suas informações. O RIS é a solução básica que vai possibilitar ter outros recursos para facilitar o laudo médico.

Dúvidas ou sugestões? Compartilhe no espaço para comentários! 

Para mais conteúdos sobre tecnologia na área da saúde, acompanhe o blog da Pixeon e conheça nossos materiais ricos gratuitos


Sobre o autor

José Roberto é Product Owner de Medicina Diagnóstica. Com mais de uma década na Pixeon, desenvolvendo-se nas áreas de implantação de sistemas e pesquisa e desenvolvimento com foco em produtos. Apaixonado por tecnologia, corridas de ruas e desenvolvimento de hábitos saudáveis. Acredita que a tecnologia transforma a saúde, com maior eficiência nos diagnósticos, sem perder a humanização no tratamento das pessoas.

 

Publicação original em 1º de abril de 2014.

 

 

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários