COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Vantagens da Central de Laudos para os radiologistas

Por José Roberto em 23 de junho de 2021

central de laudos

Um dos maiores desafios dos Centros de Diagnóstico por Imagem (CDIs) é proporcionar mais dinamismo e inteligência na gestão de suas atividades, para que assim os profissionais possam cuidar melhor das pessoas. Nesse sentido, é cada vez maior a busca por soluções flexíveis e automatizadas, que permitam personalizar processos e emitir laudos com agilidade e segurança. Um sistema que pode atender todas essas necessidades é a Central de Laudos Radiológicos, que conta com um conjunto de ferramentas digitais para auxiliar os radiologistas na emissão dos laudos com mais eficiência.

 

No artigo Central de Laudos Radiológicos: ferramentas que potencializam o atendimento, abordamos os inúmeros recursos do sistema, como:

  • Acesso a laudos anteriores e documentos digitalizados do paciente;
  • Acesso às imagens do PACS;
  • Possibilidade de solicitar de modo automatizado uma segunda opinião de outro radiologista;
  • Organização das filas de trabalho, entre outros.



Os diversos recursos presentes na Central de Laudos trazem inúmeros benefícios para os profissionais e instituições de saúde. É possível, por exemplo, ampliar o controle de dados para a gestão e identificação de falhas que possam impactar a entrega de resultados para os pacientes. Dessa forma, o sistema se torna um importante instrumento para oferecer um atendimento médico com maior qualidade, pois proporciona uma melhor experiência para os pacientes desde o agendamento até o acesso aos resultados dos exames.

Neste artigo, conheça as principais vantagens da Central de Laudos e como a solução pode contribuir para o dia a dia dos profissionais e das CDIs em hospitais. Acompanhe!

 

 

Benefícios da Central de Laudos no dia a dia dos profissionais

A Central de Laudos é uma solução digital completa, com ferramentas que facilitam e otimizam a execução de diferentes tarefas dos radiologistas e de outros profissionais envolvidos no processo de laudo, como digitadores e responsáveis pela etapa de controle de qualidade.

Um dos seus principais benefícios é o aumento da produtividade. Os profissionais podem emitir laudos com maior agilidade, segurança e ainda identificar com maior clareza os eventuais gaps no processo. Isso é proporcionado por um conjunto integrado de informações e funcionalidades em uma única interface de laudo, o que reduz o número de cliques ou a necessidade de abertura de várias telas simultâneas.

O reconhecimento de voz é outra poderosa ferramenta que funciona integrada à Central de Laudos, e auxilia o radiologista na busca por maior eficácia na emissão do laudo. A interface de laudo pode ser organizada de uma forma que facilite o aumento da produtividade, como a configuração de máscaras de laudo padrões e privada por médico, ou ainda, a abertura automatizada de imagens pelo visualizador de imagens desenvolvido pela Pixeon.

A Central de Laudos oferece também recursos de parametrização flexível para diferentes workflows e filas de trabalho a partir de critérios específicos e pré-definidos pelos profissionais. Com isso, os médicos têm maior controle das demandas e dos prazos de entrega dos laudos para os pacientes. O sistema facilita, por exemplo, a priorização dos casos mais urgentes, ampliando a segurança e a qualidade do atendimento dos pacientes.

Há outros dois aspectos importantes relacionados às filas de trabalho: o controle do fluxo de atividades — que pode ser acompanhado pelo SLA disponibilizado no sistema — , e o monitoramento de produtividade dos médicos. O sistema apresenta dashboards intuitivos e detalhados que viabilizam a análise de indicadores — como produtividade médica de forma individualizada — e rastreamento de informações específicas — como data e horário de emissão do laudo. Com esses recursos, tanto os gestores quanto os radiologistas podem identificar atrasos e definir metas que atendam aos objetivos da instituição.

 

Leia também: Laudo de exame: como aumentar produtividade e reduzir custos


A importância da Central de Laudos para os hospitais

A grande maioria dos hospitais que possuem pronto atendimento e internação contam com um CDI, um setor fundamental para as instituições de saúde, já que é muito comum que os médicos solicitem algum exame de imagem aos pacientes — como raio-X, ultrassom, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Diante dessa elevada e crescente demanda de solicitação de exames e laudos, os técnicos e médicos radiologistas precisam contar com equipamentos e sistemas de gestão eficientes,  com recursos para atender com agilidade e precisão os pacientes que procuram a emergência dos hospitais. Num cenário sem uso de um sistema informatizado, os profissionais são sobrecarregados e o atendimento humanizado é prejudicado.

Com o uso de uma Central de Laudos — automatizada e integrada ao PACS (Picture Archiving and Communication System) — é possível diminuir a jornada do paciente na emergência, pois a CDI é capaz de realizar exames, emitir e liberar laudos de forma mais rápida.

Se considerarmos as 5 principais etapas de atendimento da CDI de um hospital — pronto atendimento, realização do exame e dos laudos, acesso aos laudos, ida ao centro cirúrgico e resultados on-line —, a Central de Laudos está presente em todas através da integração ao PACS e ao RIS e é essencial em três delas:

 

central de laudos.21. Realização do exame e dos laudos

Alguns CDIs, além de atender as pessoas que chegam à emergência ou  internadas no hospital, prestam serviço a pacientes eletivos — pessoas que buscam a instituição para fazer exames de rotina. Portanto, entre tantos diagnósticos por imagem a serem realizados, uns são mais prioritários que outros — geralmente aqueles de pacientes do pronto atendimento.

A Central de Laudos então simplifica o trabalho da radiologia, pois os exames mais urgentes são sinalizados pelo sistema para que os profissionais realizem os de maior prioridade, assim como os laudos. Dessa forma, se evita que uma pessoa na emergência e um paciente eletivo estejam na mesma fila de espera.

A solução, em conjunto com o PACS, auxilia muito nos plantões durante a madrugada, fins de semana e outros períodos com alta demanda de trabalho.

 

2. Acesso aos laudos

O paciente do hospital — na emergência ou já em internação — pode ter seu atendimento ou tratamento mais agilizado com a Central de Laudos e não apenas pela ferramenta organizar a fila.

As imagens dos exames são armazenadas e disponibilizadas para visualização no PACS,  e assim o médico solicitante pode acessá-las da sua própria estação de trabalho antes mesmo de ter o laudo. Ele pode, inclusive, entrar em contato com o radiologista para confirmar alguma informação e solicitar um laudo provisório. Com isso, o atendimento ao paciente é retomado mais rapidamente.

 

3. Ida ao centro cirúrgico

As imagens e os laudos podem ser acessados de qualquer estação de trabalho com acesso ao sistema.  Por isso, a equipe cirúrgica não precisa aguardar a chegada do paciente com o laudo em mãos para então iniciar sua preparação para o procedimento. Os profissionais podem conferir o resultado de diagnóstico por imagem — e todas as imagens geradas — com antecedência, adiantando o início da cirurgia.

 

Saiba mais: Radiologia hospitalar: como otimizar processos no CDI para atendimentos de urgência e internação

 

Como a Central de Laudos viabiliza a Telerradiologia

Outra vantagem importante da Central de Laudos é a análise de imagens radiológicas e a realização de serviços à distância. Essas atividades são feitas por meio de uma plataforma na nuvem, que torna mais seguro e simples o acesso ao sistema, que pode ser feito através de um navegador web de qualquer computador conectado à internet. Com isso, há maior mobilidade e acessibilidade dos profissionais, possibilitando também a adoção de uma prática já adotada por muitos hospitais: a Telerradiologia.

Essa modalidade de laudos é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina na resolução Nº 2107/2014, que determina alguns requisitos para que as instituições possam executá-la — como uso de sistemas digitais adequados e níveis de segurança avançados. A Central de Laudos da Pixeon atende todas essas exigências.

As modalidades de exames autorizadas pelo CFM — que só podem ser analisadas por médicos especialistas em radiologia e diagnóstico por imagem — são:

  • Radiologia Geral e Especializada;
  • Tomografia Geral e Especializada;
  • Ressonância Magnética;
  • Mamografia;
  • Densitometria Óssea;
  • Medicina Nuclear.

A ferramenta utilizada para análise das imagens radiológicas deve utilizar o formato DICOM e HL7 e garantir total segurança e privacidade dos pacientes e seus dados. Nesse sentido, também é importante contar com sistemas integrados com outras ferramentas como o HIS, RIS e PACS, que possibilitam a análise e a comparação de outros resultados do paciente com maior agilidade e segurança.  

Com a Telerradiologia, as instituições podem planejar expandir os serviços, aumentando a quantidade de exames ou modalidades oferecidas, o que pode representar uma vantagem competitiva e ainda reduzir custos.

Por operar na nuvem, a Central de Laudos também permite reduzir custos em infraestrutura de servidores físicos, banco de dados ou com a manutenção das soluções contratadas. Nesse caso, todo o sistema de segurança é garantido pelo fornecedor.

 

Leia também: Diagnóstico por imagem: 5 recursos para otimizar o trabalho do radiologista

 

Central de Laudos: a tecnologia para otimizar processos e o atendimento às pessoas

Para aproveitar todos os benefícios da Central de Laudos na sua organização, é essencial buscar um sistema robusto, que cumpra com todas as obrigatoriedades previstas pela CFM e auxilie seus colaboradores na organização dos fluxos de trabalho para aumentar a produtividade e a segurança dos processos realizados.

Reveja todas as vantagens que a solução pode proporcionar para os profissionais e organizações de saúde:

  • Viabilizar o aumento da produtividade com dashboards de produtividade médica;
  • Assegurar a fluidez no fluxo de laudo com controle sobre o SLA de entrega do resultado;
  • Parametrizar o sistema com diferentes e flexíveis workflows e com filas de laudos específicas;
  • Possibilitar laudo à distância, proporcionando maior mobilidade e acessibilidade aos médicos;
  • Reduzir custos com infraestrutura e as manutenções do sistema;
  • Suportar integrações com sistemas HIS, RIS e PACS e com ferramentas de reconhecimento de voz.

Todas essas vantagens, portanto, otimizam os processos para que um atendimento mais próximo e humanizado possa ser proporcionado às pessoas, afinal, este é o objetivo final das soluções Pixeon: nós desenvolvemos softwares para você acelerar a eficiência da gestão da saúde e, assim, melhorar o cuidado ao seus pacientes.

Para conhecer outras ferramentas para aperfeiçoar a eficiência na realização de exames e gestão de laudos radiológicos, continue acompanhando o blog da Pixeon! Há muitos artigos e materiais educativos gratuitos assinados por nossos especialistas para você conferir, como o eBook  “Gestão em centros de radiologia: como organizar os processos de ponta a ponta”. 

Nesse material você são respondidas algumas questões, como:

  • Por que é preciso pensar em otimização da gestão?
  • Como o agendamento pode ser otimizado?
  • Quais as soluções para uma recepção de alto nível?
  • Por que investir no PACS e muitos mais!

 

CTA administração radiológica

 

Se tiver alguma dúvida ou desejar saber mais sobre a Central de Laudos, deixe seu comentário abaixo ou, se preferir, entre em contato para falar com um dos nossos consultores.

 

 

Sobre o autor

José Roberto é Product Owner de Medicina Diagnóstica. Com mais de uma década na Pixeon, desenvolvendo-se nas áreas de implantação de sistemas e pesquisa e desenvolvimento com foco em produtos. Apaixonado por tecnologia, corridas de ruas e desenvolvimento de hábitos saudáveis. Acredita que a tecnologia transforma a saúde, com maior eficiência nos diagnósticos, sem perder a humanização no tratamento das pessoas.

 

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários