COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Recursos essenciais para reconstrução 3D em tomografia e outros exames

Por Paula Lopes Castillo em 11 de agosto de 2021

Reconstrução 3d em tomografia

Até pouco tempo atrás, a reconstrução 3D em tomografia era uma tecnologia presente apenas em grandes instituições inovadoras. Hoje, é praticamente impossível conceber uma clínica de radiologia sem essa solução. Mas as tecnologias são aperfeiçoadas de tempos em tempos para entregar melhores resultados a radiologistas e pacientes. Por isso, para garantir a melhor qualidade de imagem 3D para a realização de diagnósticos, é preciso contar com um sistema completo e integrado.

Neste post, veja quais são os recursos que todo sistema de reconstrução em 3D precisa ter e a importância da integração do PACS.

 

Leia também Radiologia hospitalar: como otimizar processos no CDI para atendimentos de urgência e internação

 

Como funciona a reconstrução 3D em tomografia?

Um equipamento de tomografia computadorizada (TC) executa vários cortes durante o exame e “N” imagens podem ser geradas dentro de uma série. Num exame do tórax para análise do rim, por exemplo, vários filamentos dessa área são capturados e então dispostos em lâminas. As imagens registradas já possuem informações geoespaciais (x, y e z), necessárias para a geração de imagens 3D. O sistema de reconstrução apenas aplica um algoritmo para reproduzi-las em três dimensões.

Como se trata de uma ferramenta que pode ser acessada de qualquer computador — ou seja, não é restrita à workstation alocada na instituição —, a produtividade dos radiologistas aumenta com maior facilidade.

 

Principais benefícios para radiologistas e pacientes

O sistema de reconstrução 3D em tomografia e outros exames não apenas facilita o trabalho dos médicos, tornando-o mais flexível e produtivo, como também impacta positivamente na qualidade dos laudos.

Veja os principais benefícios:

 

Diagnóstico mais eficiente e preciso

Fissuras, partes moles de órgãos internos e vasos podem ser melhor visualizados no sistema de reconstrução 3D. É possível aplicar filtros de acordo com a modalidade do exame para ressaltar as estruturas que o médico solicitante deseja analisar — alvéolos pulmonares, por exemplo, podem ficar mais claros. Em alguns sistemas também é possível criar filtros personalizados para visualização.

Com isso, o médico consegue fazer uma varredura de patologias ou de corpos estranhos nas regiões dos exames, já que as imagens são apresentadas em diferentes ângulos.

 

Laudo mais legível para o paciente e médico solicitante

Um laudo com imagens 3D é muito mais fácil de ser compreendido, ainda mais quando comparado aos exames 2D. O paciente pode entender melhor seu diagnóstico e isso representa uma maior satisfação para ele, que percebe como a instituição está preocupada com a sua experiência.

Para o médico solicitante, o laudo 3D é tão relevante quanto, pois é possível ter uma visão mais detalhada daquilo que ele deseja analisar.

 

 

Recursos essenciais e avançados para visualização de imagens 3D

É importante contar com um PACS com recursos essenciais para visualização de imagens 3D, mas há aquelas considerados avançados que vão permitir que você e seus colegas usufruam de todos os benefícios dessa tecnologia e elevem a um outro nível o atendimento ao paciente — especialmente daqueles que precisam tratar questões nas áreas de ortopedia, neurologia e cardiologia.

Você deve buscar para sua instituição, um sistema que tenha, no mínimo, os seguintes recursos:

 

  • Geração de, no mínimo, 20 imagens por exame;
  • Garantia de distância homogênea e alinhamento entre as imagens — todas precisam ter um corte semelhante.

 

Sem eles, se torna difícil otimizar a visualização de imagens 3D. De qualquer forma, essas funcionalidades estão presentes na maioria das soluções disponíveis no mercado.

Mas como dissemos, há alguns recursos avançados que podem potencializar os benefícios e a análise de imagens 3D.

Veja quais são eles:

 

  • Cursor 3D e opção de corte manual;
  • Ferramentas de régua para medição, rotação e análise da área de interesse;
  • Personalização dos filtros para visualização das imagens;
  • Aplicação de cortes longitudinais e paralelos — para permitir a visualização “por dentro”;
  • Navegação dentro de um único plano de corte (em diferentes angulações);
  • Remoção de mesa — para não precisar cortar à mão o ruído da maca na imagem;
  • Rotação 3D sincronizada com MPR — recurso para gerar cortes axial, sagital e coronal;
  • Cálculo de volume;
  • Layouts em VR;
  • Marcação automática de vértebras — que, com apoio de Inteligência Artificial, faz a marcação de todas as vértebras após a marcação manual da primeira.

 

Conheça melhor  o PACS da Pixeon, seus diferenciais e os resultados alcançados por nossos clientes, no eBook “Inovações nos laudos radiológicos com o PACS da Pixeon”

 

A importância da integração do PACS e a reconstrução 3D em tomografia

A inovação por meio da tecnologia está cada vez mais presente na saúde. As soluções tecnológicas contribuem com os profissionais em suas atividades, para que entreguem melhores resultados aos pacientes e, principalmente, ofereçam um atendimento humanizado.

Nesse contexto, contar com um PACS robusto — que permite a integração com outros sistemas — pode fazer a diferença, pois além dos recursos da reconstrução 3D em tomografia, você  pode acessar outras ferramentas para facilitar e apoiar os laudos.

O PACS da Pixeon oferece todos os recursos essenciais para visualização de imagens 3D — já em seu plano básico — e ainda disponibiliza para os seus clientes ferramentas adicionais para visualização avançada de imagens da TeraRecon — líder de mercado de imagens 3D nos Estados Unidos —, parceira da Pixeon desde 2021.

 

Leia também: TeraRecon: a nova parceira Pixeon para visualização avançada de imagens

 

Conte com o PACS da Pixeon e tenha mais eficiência nos diagnósticos por imagem 3D em sua instituição. Fale agora mesmo conosco!

 

Sobre a autora:
Formada em gestão de Sistemas de Informação e mestranda em Tecnologia da Informação e Informática na Saúde pela UFSC, é Product Owner na Pixeon, sendo a responsável pela gestão do backlog do nosso PACS tricampeão do KLAS, o Pixeon Aurora.

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários