COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Guia completo: saiba tudo sobre marketing médico

Por Pixeon e Boa Consulta em 11 de novembro de 2021

O exercício da medicina vem passando por grandes transformações devido ao avanço da tecnologia e a consequente adaptação das pessoas ao mundo digital. Da mesma maneira que muda o comportamento do consumidor, é construída também uma jornada do paciente digital. E, para atender a esse novo paciente, o marketing médico precisa se adequar. Afinal, é uma estratégia indispensável para que a instituição seja conhecida pelo público.

Hoje, a grande quantidade de informações sobre médicos e procedimentos disponíveis na internet torna os pacientes mais criteriosos na hora de escolher um especialista. Sendo assim, para ser encontrada e escolhida pelas pessoas, a clínica precisa não apenas estar presente na internet, mas também mostrar seu diferencial, aproveitando as possibilidades do marketing médico.

O objetivo deste guia é trazer um passo a passo de como usar o marketing médico na atualidade, de acordo com a legislação, para se apresentar como uma opção interessante para o paciente digital, que busca profissionais da saúde confiáveis e que atendam às suas necessidades específicas. Continue a leitura e descubra como o marketing médico pode ser um aliado da sua clínica.

 

7 passos para fazer marketing médico no mundo digital

Para implementar uma estratégia de marketing médico eficiente na sua clínica, é importante se atentar a alguns pontos indispensáveis. Listamos aqui 7 passos para seguir na sua instituição. 

 

1. Conheça o público-alvo da sua instituição

O primeiro passo para investir em uma estratégia de marketing médico é a identificação do público-alvo que a clínica busca atender, considerando as necessidades e as expectativas dele quanto ao atendimento médico.

Uma boa forma de obter esses dados é verificando qual a idade média dos pacientes, o gênero predominante, os meios de comunicação que utilizam e se eles fazem o uso ou não das mídias digitais. Com um sistema de gestão para clínicas, é possível obter esse tipo de dados, por meio de estatísticas e relatórios completos sobre o perfil dos pacientes.

Dessa maneira, o gestor pode ter uma base para saber em que público focar, o que interfere diretamente no modo como uma ação de marketing médico deve ser aplicada.

Por exemplo, se uma clínica investe e dedica tempo planejando uma campanha para as redes sociais, com imagens descontraídas, textos com linguagem informal, gírias e expressões atuais e cores bem chamativas, mas a maioria dos pacientes atendidos no local têm mais de 40 anos e prefere assistir programas na televisão a ficar navegando na rede, a estratégia escolhida não vai atingir seu objetivo.

Portanto, conhecer as características e os comportamentos do público-alvo é essencial para ter sucesso no marketing médico. Além disso, com essas informações valiosas, é possível também descobrir o que o seu paciente espera de um atendimento clínico. Assim, a gestão pode concentrar esforços em pontos que precisam de melhorias e atingir um nível de excelência apreciado pelo público.

 

2. Garanta um atendimento humanizado

Prestar um atendimento humanizado e de qualidade elevada é o segredo para atrair e conquistar mais pacientes para a clínica. Mas, para isso, é preciso entender que não basta um bom atendimento durante a consulta. O paciente precisa se sentir acolhido durante toda a sua interação com a instituição.

Ou seja, o atendimento envolve um conceito muito mais amplo do que apenas o momento em que o paciente está no consultório com o médico. Ele se inicia desde o primeiro contato de uma pessoa com a clínica e se estende para o momento de pós-consulta, com o pagamento e a pesquisa de satisfação.

Isso quer dizer que o paciente desenvolve uma primeira impressão sobre o atendimento da clínica muito antes do momento da consulta. Sabendo disso, fazer investimentos na recepção é algo indispensável, o que inclui desde os recursos oferecidos enquanto as pessoas esperam, como café, ambiente climatizado e acesso à internet, até o tratamento recebido pelos atendentes.

Afinal, um paciente que tem todas as suas expectativas superadas desde o momento em que chega à clínica tende a comentar positivamente e até indicar os profissionais para pessoas próximas, o que é um bom método do marketing médico para aumentar o número de pacientes atendidos.

 

3. Invista em marketing sensorial

Outro investimento importante para a clínica conquistar cada vez mais pacientes é o marketing sensorial. Essa técnica, que ajuda a construir um relacionamento mais forte entre pessoas e instituições, explora os sentidos para produzir seus efeitos.

Entre os exemplos estão: utilizar uma fragrância exclusiva no aromatizador para o ambiente, que disfarça aquele cheirinho de hospital e produz uma lembrança única em seus pacientes, fazer uma decoração atraente e elegante e caprichar na trilha sonora da recepção.

Todas essas alternativas contribuem para a construção de um atendimento humanizado e de excelência, que será lembrado e até mesmo recomendado pelos pacientes.

 

4. Construa uma marca sólida para a clínica

Além de fornecer a melhor experiência de atendimento aos pacientes, também é importante investir na imagem da clínica, de forma que ela seja lembrada sempre que alguém precisar dos serviços médicos que ela oferece.

Assim, antes de investir em propagandas nas mídias impressas, televisiva e digital, é importante criar uma identidade visual para a clínica, um logotipo único e marcante relacionado ao serviço que é oferecido.

Essa marca deve estar presente em todos os meios de comunicação, como cartões de visita, receituários, guias, encaminhamentos e até no uniforme e no jaleco dos funcionários.

A forma como a clínica se comunica também faz parte da marca e do marketing médico. Por isso, seguir um padrão nas mensagens transmitidas para os pacientes é algo importante na divulgação. Isso vale para todos os canais de comunicação, redes sociais e até mesmo para a recepção.

 

5. Estude o valor cobrado pelas consultas

O valor cobrado pelas consultas da clínica também é um importante fator na estratégia de marketing médico. Ou seja, é preciso saber quanto os possíveis pacientes estão dispostos a pagar para, assim, focar nesse público-alvo.

Além disso, conhecer quanto outras clínicas do mesmo segmento cobram pelos serviços também é um ponto interessante, visto que funciona como um bom parâmetro de comparação. 

A experiência do paciente com o atendimento somada ao valor pago pela consulta influenciam a visão que ele tem sobre a clínica e as chances de ele voltar a procurar pelo serviço futuramente.

6. Ofereça agendamento on-line para os pacientes

Um diferencial que pode ser bastante significativo para a estratégia de marketing médico da clínica é oferecer aos pacientes a possibilidade de agendar consultas on-line.

Como os pacientes têm buscado profissionais pela internet, oferecer o agendamento sem que eles tenham que ligar ou comparecer fisicamente à clínica facilita o processo e pode ser determinante para a escolha.

Pela internet, as pessoas têm acesso a todos os horários livres da agenda e deixam de depender de um profissional intermediador para fazer o agendamento. Isso faz com que o processo seja bem mais rápido, prático e independente de linhas telefônicas, que costumam estar sempre ocupadas.

 

7. Avalie métricas de marketing médico

Logo após implementar uma estratégia de marketing médico, é preciso saber se ela está dando certo ou não. Para isso, existem algumas métricas para acompanhar o desempenho da clínica. 

Uma delas é o controle do número de pacientes atendidos por período — pode ser por semana, mês, bimestre etc. Assim, é possível analisar se essa quantidade está crescendo, o que é o seu objetivo. Também é importante registrar como foi que cada paciente encontrou a clínica. Assim, a gestão consegue saber se os meios de divulgação utilizados estão sendo eficientes.

Outro ponto a ser analisado é a taxa de retorno do paciente para outras consultas, o que indica que o trabalho realizado na instituição está sendo positivo e resulta em fidelização de pacientes.

O ganho financeiro alcançado com novos pacientes e o aumento das consultas também é uma boa métrica para avaliar a eficiência de cada ação de marketing médico. Por isso, registre todos os dados durante o processo para conseguir analisar o ROI (Retorno Sobre Investimento) e definir se a clínica está no caminho certo ou se precisa passar por alguns ajustes.

Não deixe de aplicar uma pesquisa de satisfação para descobrir se a experiência do paciente está de acordo com a expectativa. Dessa forma, é possível saber em quais pontos melhorar e, assim, tornar a fidelização de pacientes algo contínuo.

Aplicar técnicas de marketing médico é algo cada vez mais importante na área da saúde. Com uma boa estratégia, as chances de atrair novos pacientes e fidelizá-los se multiplicam.

Agora que você já sabe os principais passos para ter uma estratégia de sucesso, também é importante focar em ganhar visibilidade, oferecendo teleconsultas a partir de plataformas como o BoaConsulta.

O contexto de pandemia levou os pacientes a experimentarem essa modalidade, levando a um crescimento de 34% das consultas on-line, de acordo com pesquisa da Bain & Company. Excelente oportunidade para a sua clínica expandir a atuação. Saiba como viabilizar as consultas à distância neste e-book:

Teleconsulta Pixeon: sistema completo para o atendimento a distância com segurança

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários