COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Como otimizar a administração de um hospital com sistemas digitais

Por Equipe Pixeon em 14 de julho de 2021

administracao-de-um-hospital

 

Oferecer qualidade no atendimento aos pacientes é, sem dúvidas, o objetivo principal de qualquer instituição de saúde. Mas alcançar esse resultado e realmente oferecer um serviço diferenciado exige muita organização, dedicação e processos ágeis. Nesse sentido, a administração de um hospital requer não apenas profissionais especializados, mas também sistemas digitais que facilitem os processos internos.

Estamos falando da tecnologia aplicada a sistemas de gestão que tornam as tarefas dos profissionais de saúde mais eficientes e econômicas. Afinal, os custos de qualquer instituição estão entre as principais preocupações dos gestores, o que é ainda mais complexo em um hospital.

Neste artigo, levantamos as principais otimizações que sistemas de gestão podem oferecer para a administração de um hospital. Se a sua instituição de saúde passa por problemas de controle de processos, é hora de conhecer essas soluções e todas as facilidades que elas são capazes de garantir para o dia a dia hospitalar.

 

Quais processos podem ser otimizados na administração de um hospital?

 

Controle de custos

 

O controle de custos é, sem dúvidas, um dos maiores gargalos dos hospitais. Quando não realizado com eficiência, pode impactar toda a instituição, sendo responsável por perdas significativas.

Quanto maior a complexidade de um hospital, mais complexa é a sua estrutura de custos. Ou seja, exige equipes multidisciplinares e tecnologia de alto custo para a realização de procedimentos mais complexos.

Portanto, para a administração de um hospital de alta complexidade, é extremamente importante adotar um sistema de gestão para controlar esses custos e garantir uma eficiência organizacional. O controle de materiais e medicamentos, por exemplo, é algo indispensável para que todo o circuito dos suprimentos hospitalares seja eficiente do processo de compra à destinação.

Um bom sistema consegue rastrear um medicamento desde o momento em que ele sai da farmácia, sendo possível conferir quem deu saída, o mensageiro que levou para a enfermaria, se ele foi para uma farmácia satélite (ou não), se ele já foi administrado em um paciente, quem foi esse paciente, a que horas ele recebeu essa medicação, qual foi a via (se intravenosa ou oral) ou mesmo se o medicamento foi descartado.

Leia também Como gerenciar um centro cirúrgico: controle de custos e outros pontos

 

Negociação com convênios

 

A administração de um hospital também depende de boas negociações em tabelas de convênio. Se o hospital não tiver uma visão de custos eficiente proporcionada por um sistema, fica mais difícil justificar para o convênio uma melhor negociação de preços, porque geralmente são praticadas tabelas distintas.

Há inclusive tabelas utilizadas especificamente para hospitais mais informatizados, porque o convênio entende que a instituição tem maior eficiência clínica. Portanto, pode haver esse critério na negociação, colocando à frente instituições que têm um bom HIS, por exemplo.

O sistema ajuda os gestores na tomada de decisões estratégicas, garantindo uma melhor assistência aos pacientes e, sobretudo, uma remuneração justa aos profissionais pelos procedimentos executados.

 

Integração entre os setores

 

Os sistemas de gestão também são eficientes para integrar setores do hospital, algo que é bastante complicado de realizar quando não há uma ferramenta adequada. Sem integração, há falhas de comunicação, retrabalho e perda de produtividade.

Ou seja, um sistema atua na administração de um hospital não apenas controlando e registrando as informações no banco de dados, mas faz uma relação entre os setores de maneira inteligente para favorecer a eficiência operacional. A partir da integração entre os setores, é possível controlar custos, garantir receita e assegurar a qualidade do atendimento ao paciente de ponta a ponta.

 

Acreditações

 

Um sistema de informação também permite que o hospital tenha mais recursos para comprovar a padronização de processos com foco na segurança do paciente, por exemplo. Dessa forma, favorece a obtenção das acreditações e certificações hospitalares, o que também pode ser usado para uma melhor negociação com os convênios.

Isso porque os convênios buscam instituições de excelência para oferecer atendimento de referência aos clientes. Portanto, hospitais acreditados têm melhores oportunidades para negociação. Nesse sentido, um  sistema de informação é essencial para que a instituição tenha algumas acreditações que avaliam o quanto o hospital é digital e paperless. Quando a instituição tem suas informações digitalizadas, isso  faz aumentar a eficiência.

Mas é preciso lembrar que apenas o sistema não vai garantir uma certificação como a HIMSS para o hospital. É preciso contar com uma empresa de apoio, com expertise e metodologia de implantação, modelando o projeto de acordo com a necessidade do hospital, como é o nosso caso. Nós, da Pixeon, apoiamos a implementação de soluções inteligentes para a boa administração de um hospital.

Portanto, podemos dizer que a administração de um hospital é otimizada a partir de uma série de ferramentas e sistemas, desde a entrada do paciente, a realização dos exames e o armazenamento eletrônico, até a análise de indicadores, o controle de faturamento e outros recursos.

Para saber mais sobre como sistemas também contribuem para uma cultura digital nos hospitais, confira este conteúdo:

 

Transformação digital para a saúde: automação de processos e gestão digital para hospitais

transformação-digital

COMPARTILHE
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Comentários